Primeiro fórum estadual do Programa Imóvel da Gente é instalado em SP

Primeiro fórum estadual do Programa Imóvel da Gente é instalado em SP

O
primeiro
Fórum
Estadual
de
Apoio
ao
Imóvel
da
Gente
foi
instalado
nesta
sexta-feira
(19),
na
cidade
de
São
Paulo.
O
fórum
atua
no
âmbito
do
Programa
de
Democratização
de
Imóveis
da
União,
criado
pelo
governo
federal
para
destinar
imóveis
públicos
sem
uso
para
habitação
social
e
outras
políticas
públicas.

A
Instalação
do
fórum,
que
objetiva
promover
o
debate
e
a
priorização
da
democratização
desses
imóveis,
teve
a
presença
da
ministra
da
Gestão
e
da
Inovação
em
Serviços
Públicos,
Esther
Dweck,
que
destacou
a
importância
da
participação
de
integrantes
do
estado
e
município.

São Paulo (SP), 19/04/2024 - A ministra da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos, Esther Dweck, participa do evento de instalação do Fórum Estadual de Apoio ao Programa de Democratização de Imóveis da União de São Paulo na sede da Superintendência da Patrimônio da União - SPU/SP. Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

São Paulo (SP), 19/04/2024 - A ministra da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos, Esther Dweck, participa do evento de instalação do Fórum Estadual de Apoio ao Programa de Democratização de Imóveis da União de São Paulo na sede da Superintendência da Patrimônio da União - SPU/SP. Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

São
Paulo
(SP),
19/04/2024

A
ministra
da
Gestão
e
da
Inovação
em
Serviços
Públicos,
Esther
Dweck.
Foto:

Rovena
Rosa/Agência
Brasil

“Essa
parceria
vai
viabilizar
recursos
suficientes
para
garantirmos
moradias
nos
centros
das
cidades.
É
uma
felicidade
enorme
de
poder
firmar
esse
acordo
e
ter
o
primeiro
fórum
aqui
em
São
Paulo,
porque
essa
cidade
possui
uma
maturidade
nessa
discussão
gigantesca
e
que
vai
nos
ajudar
a
levar
essa
cultura
para
todo
o
Brasil”,
disse
a
ministra,
conforme
divulgação
do
Ministério
da
Gestão
e
da
Inovação
em
Serviços
Públicos.

Dweck
acrescentou
que
o
programa
valoriza
o
patrimônio
público
ao
dar
uma
destinação
social,
garantindo
a
prestação
de
um
melhor
atendimento
à
população,
com
cuidado
especial
à
população
em
situação
de
rua.

Com
o
programa,
mais
de
500
imóveis
da
União
em
200
municípios
poderão
ser
destinados
a
outros
entes
federativos,
movimentos
sociais
e
setor
privado
para
construção
de
habitações
e
equipamentos
públicos.
Além
desses,
que
estão
sob
gestão
da
Secretaria
de
Patrimônio
da
União
(SPU),
o

Instituto
Nacional
do
Seguro
Social
(INSS)
tem
3.213
imóveis

não
operacionais
passíveis
de
serem
destinados
para
outros
projetos.

Hoje,
foram
nomeados
18
titulares
e
suplentes
do
grupo
em
São
Paulo.
O
fórum
paulista
conta
com
a
participação
de
representantes
do
governo
federal,
estadual
e
municipal,
além
da
sociedade
civil.
Na
oportunidade,
também
foi
assinado
Acordo
de
Cooperação
Técnica
entre
União
e
Instituto
Brasileiro
de
Direito
Urbanístico
para
apoiar
ações
do
programa.

O
superintendente
do
Patrimônio
da
União
de
São
Paulo,
Celso
Santos
Carvalho,
afirmou
que
a
missão
é
colocar
esse
patrimônio
imobiliário
a
serviço
da
consolidação
dos
direitos
e
do
combate
à
desigualdade
social
no
país.
“A
orientação
do
presidente
Lula
é
de
democratizar
os
imóveis
da
União
e
essa
é
a
nossa
forma
de
contribuir
para
o
esforço
de
reconstrução
nacional”,
disse.

Fonte: Agencia Brasil

JeanCarlos

× WhatsApp