Cidades do Rio Grande do Sul têm situação de emergência reconhecida

Cidades do Rio Grande do Sul têm situação de emergência reconhecida

A
Secretaria
Nacional
de
Proteção
e
Defesa
Civil
(Sedec)
reconheceu
a
situação
de
emergência
de
23
municípios
e
o
estado
de
calamidade
declarado
no
município
de
Arroio
do
Meio
em
razão
das
chuvas
intensas,
tempestades
de
granizo,
enxurradas
e
vendavais
ocorridos
em
novembro,
dezembro
e
janeiro
dessa
temporada
de
chuvas,
no
estado
do
Rio
Grande
do
Sul.
A
medida,
publicada
no

Diário
Oficial
da
União
 desta
quarta-feira
(21),
facilita
o
acesso
a
recursos
federais
para
medidas
de
defesa
civil.

De
acordo
com
a
Sedec,
a
diferença
entre
as
duas
situações
é
que
“na
situação
de
emergência,
os
danos
são
superáveis
pela
população
afetada.

no
estado
de
calamidade
pública,
os
danos
causados
são
mais
sérios
e
afetam
a
incolumidade
ou
a
vida
da
comunidade.”

Nos
dois
casos,
é
necessário
que
a
situação
seja
primeiramente
reconhecida
pelas
autoridades
do
município
com
a
publicação
de
um
decreto
local,
para
depois
ser
feita
a
abertura
de
um
processo
no
Sistema
Integrado
de
Informações
sobre
Desastres
(S2iD),
no
qual
a
prefeitura
requer
o
reconhecimento
do
governo
federal
e
solicita
recursos
conforme
as
necessidades.

Segundo
a
Sedec,
os
recursos
podem
ser
solicitados
para
restabelecimento
de
serviços
essenciais
e
reconstrução
de
infraestruturas
ou
moradias
destruídas
pelas
situações
declaradas.

Os
municípios
de
Centenário,
Cruz
Alta,
Floriano
Peixoto,
Getúlio
Vargas,
Jacuizinho,
Paraíso
do
Sul,
Planalto,
Relvado,
Santo
Ângelo,
São
José
do
Ouro,
São
Leopoldo,
São
Sepé,
Travesseiro
e
Vila
Maria
tiveram
a
situação
de
emergência
reconhecida
por
chuvas
intensas;
o
granizo
foi
a
causa
da
situação
em
Alpestre,
Pinheirinho
do
Vale
e
São
Francisco
de
Assis;
vendaval
em
São
Nicolau
e
Tenente
Portela;
enxurradas
em
Ibirapuitã,
Lagoa
dos
Três
Cantos
e
Nonoai;
e
inundações
em
Novo
Hamburgo.

De
acordo
com
o
S2iD,
atualmente,
o
estado
tem
339
municípios
com
um
ou
mais
registros
reconhecidos
vigentes,
somando 450
reconhecimentos
de
situações
em
vigor.

Bahia

Outra

portaria
 reconheceu
estado
de
emergência
nos
municípios
de
São
Miguel
das
Matas,
Muquém
do
São
Francisco
e
Dário
Meira,
no
estado
da
Bahia,
por
chuvas
intensas
ocorridas
em
janeiro
e
fevereiro,
enquanto
Monte
Santo,
teve
a
situação
reconhecida
por
estiagem.

Outros
estados


no
estado
de
Minas
Gerais
os
municípios
de
Divino,
Capinópolis,
Campanário
e
Presidente
Olegário
foram
afetados
por
chuvas
intensas
entre
os
meses
de
novembro
e
janeiro;
Wenceslau
Braz,
foi
atingido
por
enxurradas;
e
Unaí,
por
estiagem.
Também
houve
reconhecimento
no
município
de
Porto
Alegre
do
Norte,
Mato
Grosso,
por
estiagem
e
na
cidade
de
Jaraguá
do
Sul,
no
estado
de
Santa
Catarina,
por
enxurradas.
As
medidas
foram

publicadas
em
uma
terceira
portaria
.

Fonte: Agencia Brasil

JeanCarlos

× WhatsApp